crônica pessoas fortaleza
Cotidiano

Sair da minha fortaleza, enquanto permaneço nela Pensando na forma como me relaciono e como abro espaço (ou não) para as pessoas estarem na minha vida

Por Giovana Gomes “Fala um desejo!” “Não sei.” “Qualquer um.” “Que as pessoas não vão embora”. Nessa hora, pensei se a conjugação do verbo na frase estava correta. E se meu maior desejo era esse mesmo. Na verdade, eu gostaria de escrever um livro. E que tivessem pessoas para ler e para conversar sobre o […]

Continue Reading